Como escolher o imóvel ideal?

Veja as 7 dicas para escolher o imóvel ideal e sinta-se mais seguro na hora de investir seu dinheiro.

Preparação para mudança
Fonte: Freepik – Pressfoto.

 

A casa própria é sonho da maioria dos brasileiros e não é à toa que muitas pessoas trabalham para poder conquistar sua moradia e se livrar do aluguel. É importante que o investimento seja realizado com segurança, evitando-se arrependimentos futuros.

 

Veja como escolher o imóvel ideal a partir das 7 dicas que listamos especialmente para você e transforme o seu sonho em realidade!

 

  1. Visite o imóvel

É importante conhecer o imóvel e verificar detalhes em diferentes períodos – de manhã, à tarde e à noite. Aspectos específicos – como a presença do sol – podem ser evidenciados somente de dia, e é interessante saber quais cômodos pegam sol pela manhã ou à tarde.

 

Em diferentes períodos e dias é possível, também, verificar se o imóvel está localizado em uma vizinhança de fato silenciosa. À noite tem-se uma melhor noção da iluminação pública e se os acessos são seguros.

 

  1. Tome notas

Diante de tantas opções de imóveis e de consecutivas visitas é natural que informações e detalhes importantes acabem se perdendo ao longo do tempo. Apontamentos em papel, além de fotos e filmes são essenciais à comparação de aspectos em cada um dos imóveis visitados.

 

Tome nota sobre detalhes estruturais, além de características relativas à localização, acesso, segurança e diferentes valores e formas de negociação.

 

  1. Verifique a vizinhança

Assim como o imóvel em si, a vizinhança também precisa ser verificada em diferentes dias e horários. Desta forma, será possível perceber a estrutura da região, se há mercados, farmácias e padarias próximas – e abertos no final de semana. Observe se a região é mais residencial – e qual o nível das moradias em seu entorno.

 

Busque informações sobre segurança e os índices de criminalidade. Verifique também a presença de bares, restaurantes e danceterias e analise se estas opções são compatíveis com seu estilo de vida. Se você não gosta de agito, provavelmente terá problemas e se sentirá incomodado em morar próximo da movimentação constante de pessoas.

 

  1. Respeite seu estilo

O imóvel deve atender as expectativas do investidor, adaptando-se ao seu estilo de viver – e nunca o contrário. Não há porque fazer esforço para ser quem você não é ou viver em um imóvel que não representa o seu jeito natural de ser.

 

Se você necessita de liberdade e espaço externo para relaxar, talvez um apartamento não seja exatamente a melhor opção. Neste caso, uma casa com jardim e uma ampla área de lazer pode ser a melhor alternativa. Se você idealiza uma moradia compacta, sem precisar se preocupar com manutenções externas – jardim, piscina, garagem, calçadas – então, a melhor opção, provavelmente, será investir em um apartamento padrão.

 

  1. Faça as contas

Parece óbvio, mas nem sempre o imóvel ideal cabe, necessariamente, no seu bolso. E este critério – talvez o mais importante – é subestimado por muitos investidores que se deixam levar pela emoção ao invés de se apegarem à razão e, de fato, aos números.

 

Lembre-se que seu investimento – caso você opte por um financiamento – mais o somatório de suas outras despesas não deve ultrapassar 20% do seu orçamento mensal. Além disso, vale lembrar que a aquisição de um imóvel deve prever gastos adicionais envolvendo limpeza, manutenção, IPTU, condomínio, entre outros.

 

  1. Ajude o corretor

É importante que a relação com o corretor seja a mais confiável possível. Um relacionamento de confiança irá incentivar o corretor a buscar variadas opções no mercado e você poderá encontrar o imóvel ideal com mais facilidade, exatamente do jeito que sonhava.

 

Ajude o corretor fornecendo o máximo de informações possíveis a respeito das suas preferências: região, faixa de valor, tamanho e outras particularidades que achar necessárias. Com estas informações em mãos será mais fácil focar nas suas reais necessidades e, automaticamente, no imóvel ideal.

 

  1. Analise o contrato

É importante que todas as cláusulas do contrato de compra e venda sejam observadas e entendidas por completo. Consulte o Registro de Imóveis, verifique na prefeitura a situação do imóvel – se, por exemplo, as taxas de IPTU estão devidamente pagas – e converse com o síndico do condomínio a fim de verificar se o imóvel está com suas taxas em dia e não tem nenhuma pendência relacionada às normas do condomínio.

 

Vistorie o imóvel com a ajuda de um engenheiro ou arquiteto verificando se ele está de acordo com o projeto aprovado na prefeitura. Esclareça todas as dúvidas com o dono do imóvel e não economize em buscar os serviços de um advogado para verificar as informações em cada um dos documentos da negociação.

 

 

Então, gostou das 7 dicas para escolher o imóvel ideal?

 

Quer começar agora mesmo a procurar por um imóvel que seja perfeito para você, sua família e o seu bolso?

 

Clique em uma das opções – coberturas, apartamentos, casas, comerciais, terrenos.

 

 

Fonte:

Exame – 15 dicas para encontrar o imóvel ideal para você

Exame – Como escolher o imóvel ideal para a família

Infomoney – Como é o imóvel ideal para investir ou para morar

Investimento em Imóvel – As 10 leis do investimento em imóveis

 

Fonte: Imagem:

Freepik – Pressfoto

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer