E agora? O que fazer em Florianópolis?

Acabou o Carnaval na Ilha Magia e muitos compartilham da mesma pergunta: O que fazer em Florianópolis?

Difícil é achar um bairro onde não tenha passado um bloquinho de Carnaval sequer. Ruas com poucos carros e muita gente, fantasias coloridas, música alta e muita animação regeram a cidade de Florianópolis na última semana. Mas, como todo bom carnaval tem seu fim, muitos ficaram órfãos desse agito depois do feriado.

A Ilha da Magia é, sem dúvidas, uma das melhores localizações do estado para se curtir o feriadão da folia. Mas e depois? O que fazer em Florianópolis? Após dias intensos, é normal esquecer as tantas possibilidades de lazer e entretenimento que a cidade tem a nos oferecer. Quer algumas ideias?

Feijoada + Samba

Travessa Ratcliff – Foto: Blog de Rotas

Sábado é dia de almoçar feijoada e curtir um bom samba. Floripa conta com diversas opções para aproveitar a tarde regada a música e caipirinha. Um dos lugares mais tradicionais – e também procurados – é o Canto do Noel, uma esquina simpática na Travessa Ratcliff que emana cultura e história. O Mercado Público, também no Centro, é outra referência forte na ilha para a programação. Para quem quer fugir do agito central, a pedida é o Boteco do Tonho, em Santo Antônio de Lisboa: local jovem, badalado e de frente para a praia. Vale conferir!

Barzinho Alternativo

Bar Gato Mamado – Foto: gatomamado.com.br

Conquistando aos poucos o centrão e além, os novos bares podem ser uma boa opção para quem procura o que fazer em Florianópolis. Com comidinhas de boteco no seu melhor estilo e chopp sempre gelado, o Gato Mamado dá vida à rua durante a noite. Logo ali perto, tem o Tralharia, um casamento pra lá de interessante entre bar e antiquário. Afastando-se do Centro e indo em direção ao Morro da Lagoa, vale uma parada no Empório Capella, um pequeno bistrô que vira bar ao som de jazz, blues e MPB. Enfim, bares diferentes e para todos os gostos não faltam para curtir as noites de Floripa.

E as baladas?

Terraza em Jurerê – Foto: Itapemafm

Para quem sente falta do agito, público intenso, dança e música alta, as baladas provavelmente são boas sugestões. O sertanejo continua presente na ilha através das noites na Fields. Para quem prefere uma balada pop alternativa, o 1007 e o Jivago são tradicionais no ramo (encantam seus fiéis clientes há uma década). Já a música eletrônica recebe seu público em uma região mais afastada do centro: o Terraza fica em Jurerê Internacional, o que nem de longe diminui o número de frequentadores. Apesar de não contar com grande quantidade de casas noturnas, Florianópolis oferece as opções mais diversas para quem quer curtir a noite na balada.

O que achou das dicas? Para quem não sabia o que fazer em Florianópolis, já pode começar a pensar na programação do próximo fim de semana. A Ilha da Magia oferece muito mais do que praias e belas paisagens para seus turistas e locais. Vamos aproveitar?


Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer